O DIA DEPOIS DE AMANHÃ

Posted by | Blog | 0 |

O DIA DEPOIS DE AMANHÃ

 

Não falarei sobre o famoso filme que tem o mesmo nome deste texto. Falarei sobre o dia 26 de Dezembro, o dia que conheceremos depois de amanhã, afinal esta meditação chega às suas mãos no dia 24 de Dezembro. O que nos acontecerá após a celebração do Natal de Jesus?

No dia posterior a 25 de Dezembro estaremos mais próximos de Jesus? Nas últimas semanas, relemos as profecias bíblicas acerca do Messias, cantamos belos hinos que enfatizam as narrativas bíblicas acerca do nascimento de Jesus e refletimos muito sobre a razão maior deste evento bíblico: a chegada do Salvador à habitação dos homens. Temos um bom conhecimento acerca da pessoa e obra de Jesus!

No dia 26 de Dezembro estaremos mais felizes, independentemente dos presentes que receberemos? A celebração do Natal não trata dos presentes que temos a receber, mas do grande presente que Deus, em Cristo, nos ofertou. Não merecíamos tal presente.  Somos “o povo que andava em trevas”, como nos ensina Isaías 9:2. Deus, movido por graça, nos concedeu o grande presente de Belém. Vimos uma grande Luz!

Depois de amanhã seremos cristãos melhores? Proclamaremos com maior ousadia as boas novas do céu? Nossos familiares serão alcançados facilmente por nossa disposição para perdoar os que nos ofendem? Seremos mais solidários com aqueles que sofrem? A liberalidade na Obra de Deus estará garantida em nossas vidas depois de termos pensado naquilo que Cristo fez por nós?

Quando a Ceia de Natal estiver apenas na memória, nos sentiremos muito bem alimentados pelo Pão Vivo que desceu do Céu? Em João 6:51, encontramos a bendita promessa: “se alguém comer deste pão, viverá para sempre”. Ou será que nos satisfazemos com tão pouco, com o pão que perece?

As comemorações destes dias terão sentido se nos tornarmos mais “natalinos” após as celebrações de Natal, por isso, rogo a Deus que nos permita pensar ainda hoje, com carinho, no dia que virá depois de amanhã.

Feliz Natal  com Jesus Cristo no centro do seu viver!

 

Pr. Tarcísio Farias Guimarães


Deixar uma Resposta